Não importa o custo, o esforço ou o sacrifício; não se esqueça de que o Caminho existe, de que o Objetivo é atingível e está além de tudo o que você possa imaginar ou conceber agora; de que qualquer preço que tenha sido pago por sua obtenção parece insignificante quando ele é obtido; de que essa é a libertação final da escravidão dos grilhões da matéria e do sofrimento com ela relacionado. A sua obtenção é o serviço e o bem supremos que você pdoe prestar a seus irmãos atados nas correntes de Maia - Mouni Sadhu

A pensamentose tem cura pra quem procura

Ninguém pode encontrar saúde externa enquanto não encontrar uma querência, uma lar interno em Deus. Ninguém alcança plena satisfação, mesmo em boa situação econômica, enquanto não encontrar a sua comunhão interna com Deus. 

A televisão não pode satisfazer a alma do homem. Futebol e outros esportes não são caminhos para encontrar a paz da alma e do espírito, nem são métodos convincentes para restabelecer a paz e a boa vontade entre os homens, aqui na terra. Não há nada de mal nestas coisas; elas têm o seu lugar e razão-de-ser — mas nunca ninguém encontrou harmonia duradoura em jogos, danças ou televisão. 

O homem só encontra verdadeira harmonia em seu ser quando encontra Deus, quando entra numa comunhão interna com algo maior do que ele mesmo. E isto é a sua cura verdadeira e permanente. É esta a cura que o mundo busca. E é por esta razão que sempre resta um desassossego e uma insatisfação, mesmo que, neste momento, fossem resolvidas satisfatoriamente todas as tuas condições econômicas e relações sociais e fosses liberto de qualquer enfermidade física e psíquica. Por maior que seja a alegria que a tua família te dê — quando, à noite, te retiras, te sentirás solitário, porque há em ti algo que tem saudades de casa, algo que deseja integração num outro lar. 

Por motivos vários procura o homem cura espiritual. Muitos a procuram por causa de doenças corporais, outros para solucionar problemas de ordem emocional, moral ou econômica; outros ainda por causa duma inquietação interna que os atormenta, apesar de todos os sucessos externos que talvez tenham encontrado em sua vida. Cedo ou tarde, descobrirão eles, que nunca deixará de haver inquietação, tristeza e descontentamento enquanto não estabelecerem contato consciente com a Fonte da vida, nem mesmo em plena saúde e prosperidade.

Cura espiritual é muito mais que uma experiência meramente física e psíquica; cura real é o descobrimento de uma comunhão interna com algo maior, algo muitíssimo maior do que jamais possa ser encontrado no mundo; é a experiência de nosso encontro com Deus, de uma paz espiritual, de uma tranquilidade interior, de uma luminosidade de dentro — e tudo isto nos vem com a conscientização de Deus, com a consciência da presença e da força de Deus em nós. Quando repousamos nessa maravilhosa paz, o corpo toma as suas funções normais, e essas funções se realizam, daí por diante, por uma força que não parece ser dele. E é então que o nosso corpo revela saúde perfeita e plena, força, juventude e vitalidade — todos eles dons de Deus.

Cura espiritual é o contato do espírito de Deus com o do homem; a alma, quando tocada pelo espírito divino, desperta para uma nova dimensão da vida, uma dimensão espiritual — e "onde reina o espírito de Deus, aí há liberdade".[...] Quando o homem atinge esse estado de consciência vive ele numa nova dimensão da vida, além do estado tridimensional conhecido, e faz experiências totalmente desconhecidas no plano comum da vida humana. É esta a meta que a humanidade demanda, embora não saiba nitidamente qual seja essa meta e quais os métodos que a ela conduzem. 

[...] A cura pelo espírito é algo tão estranho, tão revolucionário, tão diferente do modo cotidiano de pensar, que é difícil ensiná-la ou comunicá-la a outros. 

É inegável que para muitos, mesmo para os homens inteligentes, é difícil compreender o segredo da cura espiritual.[...]  Essa atitude em face da cura espiritual é típica para muitos, que acham este assunto inconcebível e diametralmente oposto a todo o bom-senso da inteligência humana, coisa que lhes parece totalmente absurda. Acham que a cura pelo espírito ultrapassa todo entendimento humano, uma vez que todas as experiências da humanidade são contrárias a ela. 

Há um só caminho para o homem aprender os princípios básicos em que repousa a cura espiritual, e este caminho se abre quando alguém sente em seu interior a certeza, e depois começa a perceber a harmonia que se revela na própria vida do homem. 

Aquele que experimentou, mesmo em pequena escala, uma cura espiritual em sua própria pessoa, tem plena clareza de que o caminho para a cura total de espírito, corpo e alma, se abriu diante dele. No momento em que alguém se torna instrumento pelo qual outro recebe cura — mesmo que se trate apenas duma simples indigestão ou duma ordinária dor de cabeça — isto é uma prova de que há uma presença, uma força; entramos em contato com Algo, que transcende a capacidade da inteligência humana. E isto quer dizer que, a partir daí, o nosso trabalho deve consistir em continuar a procurar, intensificando a consciência dessa presença e fazendo exercícios práticos, até que venha a compreensão, seguida da verdadeira realização.

[...] Parece mesmo que, de fato, não há nenhum limite para a velocidade que o homem possa alcançar. Quando o primeiro automóvel conseguiu cruzar, com sucesso, uma rua, solveu o problema do transporte dessa natureza, e a era do cavalo e da carruagem declinou para o acaso.

Coisa análoga acontece no momento em que o homem vive a sua primeira experiência duma presença ou força extra-sensorial, quando percebe aquele Algo, que se pode chamar Deus, Espírito, ou Cristo; é o sinal para um novo início, e o homem sabe que, mais dia menos dia, ele poderá dizer com Paulo: "Já não sou eu que vivo — o Cristo é que vive em mim": ou com Jesus: "De mim mesmo nada posso fazer... quem faz as obras é o Pai que está em mim".

Joel Goldsmith
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Quem já sentiu o Espírito Supremo não pode confundi-LO com nada, esquecê-LO ou negar SUA existência. Ó Mundo, se recusares a reconhecer SUA existência com voz unânime, irei abandoná-lo e ainda preservar a minha fé".

"A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada." - Albert Einstein

"Enfim, podemos continuar acreditando que somos criaturas localizadas, isoladas e condenadas, confinadas ao tempo e ao corpo, e separadas de todos os outros seres humanos. Ou então abrimos os olhos para a nossa NATUREZA IMPESSOAL e ONIPRESENTE e para a MENTE UNA da qual fazemos parte. Se escolhermos a primeira alternativa, nada nos salvará. Se porém, resolvermos despertar para este divino EU, estaremos frente a frente com um novo alvorecer." - Larry Dossey