Não importa o custo, o esforço ou o sacrifício; não se esqueça de que o Caminho existe, de que o Objetivo é atingível e está além de tudo o que você possa imaginar ou conceber agora; de que qualquer preço que tenha sido pago por sua obtenção parece insignificante quando ele é obtido; de que essa é a libertação final da escravidão dos grilhões da matéria e do sofrimento com ela relacionado. A sua obtenção é o serviço e o bem supremos que você pdoe prestar a seus irmãos atados nas correntes de Maia - Mouni Sadhu

Sem o Divino, nada resta

A condição a ser almejada, a verdadeira realização do Yoga, a final perfeição e consecução, pela qual tudo o mais é apenas uma preparação, é a consciência na qual é impossível fazer qualquer coisa sem o Divino; porque então, sem o Divino, a real fonte de sua ação desaparece; conhecimento, poder, tudo se vai. Mas enquanto você achar que os poderes que você usa são seus, você não sentirá falta do apoio Divino.

No começo do Yoga, muitas vezes você tende a esquecer o Divino. Mas pela constante aspiração, você aumenta a sua lembrança e diminui o esquecimento. Porém isto não deveria ser feito como uma disciplina severa ou obrigação; deve ser um movimento de amor e alegria. Assim, muito em breve virá um estágio em que, se você não sentir a presença do Divino a todo momento e em qualquer coisa que estiver fazendo, você se sentirá, imediatamente, sozinho e riste e miserável.

Sempre que você achar que pode fazer alguma coisa sem sentir a presença do Divino e contudo estar perfeitamente à vontade, você deve compreender que você não está consagrado naquela parte de seu ser. Esta é a atitude da humanidade ordinária que não sente qualquer necessidade do Divino. Mas para aquele que procura a Vida Divina, é muito diferente. E quando você tiver realizado inteiramente a unidade com o Divino, então, se o Divino se retirar de você, mesmo por um segundo apenas, você simplesmente cairá morto; pois o Divino é agora a Vida de sua vida, sua existência total, seu apoio único e completo. Se o Divino não estiver lá, nada resta.


A Mãe
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Quem já sentiu o Espírito Supremo não pode confundi-LO com nada, esquecê-LO ou negar SUA existência. Ó Mundo, se recusares a reconhecer SUA existência com voz unânime, irei abandoná-lo e ainda preservar a minha fé".

"A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada." - Albert Einstein

"Enfim, podemos continuar acreditando que somos criaturas localizadas, isoladas e condenadas, confinadas ao tempo e ao corpo, e separadas de todos os outros seres humanos. Ou então abrimos os olhos para a nossa NATUREZA IMPESSOAL e ONIPRESENTE e para a MENTE UNA da qual fazemos parte. Se escolhermos a primeira alternativa, nada nos salvará. Se porém, resolvermos despertar para este divino EU, estaremos frente a frente com um novo alvorecer." - Larry Dossey